domingo, 30 de setembro de 2007

Indo para outro lugar

Sou tranqüilo em meus pensamentos
Vivo rindo mas pouco transparecendo

Não sou de estar aqui, acolá
Mas sei onde ficar antes de tudo acabar

Quando olho
nem sempre vejo
Finjo não saber aquilo que mais desejo

Quando paro no barulho
Acabo escutando o silêncio de meu orgulho

E no final enxergo com naturalidade
A única coisa que me deixa na saudade

Mais uma vez me despeço s
em dispensar
Adeus, estou indo pa
ra outro lugar

Um comentário:

joaopaulo80 disse...

Quando você escreveu o texto, pensou no leitor?